Árvores com chip

Palhoça inicia projeto piloto no centro da cidade

Árvores de Palhoça estão mais modernas do que nunca. Duas espécies de árvores receberam chips com leitura em QR Code – “Quick Response Code” ou Código de Resposta Rápida. O QR Code é um código de identificação digital. Ao escanear o código pelo celular através de um aplicativo com leitor digital, o código é convertido em um endereço URL. Funciona como um código de barras, porém, com maior armazenamento de informações, podendo fornecer detalhes sobre uma empresa ou qualquer outro assunto.

A tecnologia implantada nas árvores propõe tanto informar sobre as características da espécie, quanto para auxiliar no monitoramento das árvores. O projeto piloto está sendo testado nas árvores da Praça 7 de Setembro, localizada no centro do município. As duas espécies que receberam o chip até agora são a figueira e a pata de vaca.

Qualquer pessoa que utilize o aplicativo poderá emitir um alerta sobre algum problema com as árvores. O alerta será recebido através do aplicativo pelo instituição responsável pelas questões ambientais do município de Palhoça, a FCAM (Fundação Cambirela de Meio Ambiente). A prefeitura de Palhoça pretende viabilizar a implantação do projeto de identificação de árvores em parceria com empresas, para que investidores doem plantas com chip para a cidade por meio da compensação ambiental.

Deixe uma resposta